29/08/2016

Os diretores do ITAK, juntamente com outros representantes de fornecedores e consumidores de minério de ferro de diversas partes do mundo, estiveram reunidos no ISO Technical Committee 102, para discutir o desenvolvimento e a revisão de normas técnicas do ISO TC 102.

Foto Materia ISO LuleaDesde o ano de 2010, os diretores do ITAK, Braúlio Pessoa e Smarck Lelis, compõem o ISO TC 102 Iron ore and direct reduced iron, que avalia e reformula as normas técnicas utilizadas nos ensaios relacionados à comercialização do minério de ferro no mundo. Com grande responsabilidade e capacitação opinam sobre as normas que são desenvolvidas, revisadas e publicadas, além de compartilharem conhecimento e contribuírem para o ramo de normalização.

O encontro acontece bianualmente em países diferentes, e em 2016 ocorreu entre os dias 30 de maio e 02 de junho, em Luleå na Suécia. O comitê se reúne para discutir o desenvolvimento e revisar normas técnicas da ISO destinadas à qualificação do minério de ferro na interface comercial que tem trabalhos técnicos contínuos dentro dos países participantes. No Brasil, este trabalho tem interface e coordenação da ABNT- Associação Brasileira de Normas Técnicas.

O ISO TC 102 subdivide-se em três temas: Amostragem - SC1, Análise Químicas - SC2 e Testes Metalúrgicos - SC3. Esses assuntos são de extrema importância técnica pois possuem forte impacto comercial, uma vez que erros motivados por uma norma, eventualmente tendenciosa, terão grandes efeitos, principalmente devido ao enorme volume de minério de ferro produzido/comercializado no mundo.

No último dia do encontro, na sexta feira, 2 de junho, foi realizada uma visita técnica à Mina da LKAB, a maior mina de minério de ferro da Europa. Localizada a 1450 m de profundidade, é um dos mais valiosos depósitos de minério de ferro de toda a Suécia e o principal empregador de Kiruna, cidade onde está situada.